VÔCÊ NO FUTURO, PEC 37


Você está em - Home - Artigos - VÔCÊ NO FUTURO, PEC 37
"Para a categoria, isso quer dizer delegado sendo respeitado."

Respeito mesmo é a categoria ter a melhor relação com a cidadania plena dentro de todos os limites necessários, mas ter a certeza de que está investigando com neutralidade. É ter acesso aos melhores cursos de mestrado e doutorado para inovar e levar muito mais segurança ao combate da criminalidade. Outra chance é valorizar o talento humano de cada delegado e oferecer segurança técnica à nação brasileira inteira e não para alguns como quer o MP com sua postura de ditador do momento, em busca do poder pelo poder, com mídia alienadora, e sem verdade real.

A PEC 37 lançou no Brasil uma oportunidade única à nossa categoria de testar seus conhecimentos para reafirmar a verdade posta na CF, e, ilegalmente violada pelo MP. Assim sendo, teste suas ações e desafie seus amigos para o mesmo em relação ao direito de defesa do cidadão comum, pois, se o MP vier a poder também investigar, com ou sem controle judicial o escravo da vez será você.

Quando todos acreditam em piadas sem contexto e rima, uma mentira acaba virando uma verdade, e assim vem fazendo o MP com suas ilegais investigações ao plantar suas ações como salvadoras da pátria.

Na semana que vem em todo o Brasil teremos em todas as mídias o futuro de nossa categoria em jogo, pois a PEC 37 TEM COMO DATA DE VOTAÇÃO O DIA 26 DE JUNHO PRÓXIMO. Não deixe para depois, os perigos da não aprovação. Nem mesmo beijinho de submissão com moderação resolverá, já que passaremos definitivamente a condição de escravos do MP.

Seu lado de protetor investigativo do cidadão vitima ou acusado corre muito perigo mesmo com o canto da alienação ilegal do MP, e somente nós, os defensores da legalidade, com os nossos argumentos da verdade real podemos gritar, e você junto ao cidadão comum os tira da mentira plantada.

Chame agora seu vizinho e amigos também para votarem na enquete da Câmara dos Deputados que pesquisa a PEC 37. Aqui apelo para a sua qualidade, e lhe peço que vá aonde você for, mas lute por nossos direitos. Não seja o fim de um longo caminho ao direito de defesa do cidadão, seja contra sempre, pelo injusto muitas vezes martelo da justiça. Lute por nossos direitos e causas.

É a PEC 37 o milagre republicano de melhor oportunidade para viver uma autoridade de cidadania plena para os delegados de policia e o povo brasileiro. É ela a paz na investigação no limite e nos termos da CF. Seja então você, cidadão de bem, o termômetro da democracia, não aceitando que o MP possa passar a investigar sem lhe garantir defesa plena.

O grande teste da nossa categoria e do direito de defesa do cidadão brasileiro será dia 26 de junho. Mas um único movimento seu de desinteresse, por visão equivocada, pode ser desastroso, e no futuro, se o MP conseguir ainda mais poder poderemos ter o exército nas ruas outra vez. Deixe sua cidadania mais segura e leve, lutando contra um caos anunciado com uma mentira de que nesse nosso Brasil o MP pode investigar.

Faça dos longos anos de dificuldades dos delegados de policia para manter o direito constitucional privativo nas investigações criminais a oportunidade de desmascarar a mentira imposta aos desinformados gritando democraticamente: delegado investiga, advogado defende, promotor acusa e juiz julga no Brasil. A excepcionalidade da investigação, o MP já tem por via da requisição, que nada mais é, senão, uma ordem direta fundamentada, que o delegado não pode deixar de cumprir.

O MP tem receio da defensoria pública lhe tirar ainda mais espaço social, e por isso mesmo quer tomar prerrogativas dos delegados e dos juízes, que, ainda não perceberam o golpe no elo entre os gabinetes. Um brinde ao direito de defesa plena ao cidadão, que o MP quer aniquilar ao invadir ilegalmente a investigação policial. O inimigo mora ao lado, logo, todo cuidado é pouco para juízes e delegados na relação com a parte do MP que se denomina “salvador da pátria”.