PROMOTOR DE JUSTIÇA REAGE A ASSALTO.


Você está em - Home - Notícias - PROMOTOR DE JUSTIÇA REAGE A ASSALTO.
        Em Belém do Pará, um Promotor de Justiça foi assaltado e, assim que o roubo se consumou e os suspeitos fugiram, ele apanhou uma arma de fogo em seu carro e disparou contra os criminosos. Aparentemente, os suspeitos estavam de costas no momento do disparo – apesar do que é dito na reportagem. Legítima defesa? A resposta deve ser a mesma para o caso de ter sido um policial.
Link do site: http://abordagempolicial.com/2011/08/promotor-de-justica-reage-a-assalto/ 

COMENTÁRIOS

  • Agente do Judiciário
    15 ago 2011 | Permalink |

    Ação legal e sem argumentação emocional!

  • Vinicius PM
    15 ago 2011 | Permalink |

    Bem dito, quero saber qual a finalização do caso, para comparar com outros envolvendo policiais que também reagiram.

  • Joabas Kalliman
    15 ago 2011 | Permalink |

    Hum… sei não… mas ainda acho que se fosse um policial militar os promotores de plantão diriam que houve disparos pelas costas dos meliantes e outros tantos disparos quando os meliantes estavam em fuga…

  • Ivanildo
    15 ago 2011 | Permalink |

    Me lembro de um caso ocorrido no Rio de Janeiro, onde um juiz fugiu de uma blitz da Polícia Civil (temendo se tratar de uma falsa blitz armada para realização de assaltos), de pronto foi perseguido pelos policiais civis, que chegaram a disparar contra o carro do magistrado, atingindo alguns ocupantes do carro do citado juiz, logo após a abordagem e identificação dos ocupantes do veículo. O que se viu foi mídia escrachar mais ainda as operações policiais alegando despreparo, tendências homícidas e etc. E o próprio magistrado fez o seguinte comentário ” São assassinos, se deve se bater pelas costas, imagine atirar” .Sem quere afirmar quem está certo ou errado nas situações ocorridas pois são distintas, mas gostaria de ver como será analisada por se tratar de alguem do judiciário. Paz e Bem.

  • santos
    15 ago 2011 | Permalink |

    Se fosse PM já estaria preso e condenado e mais, o Ewerton Monteiro estaria espumando de tando baixar o sarrafo em seus comentários, posso até ver – Quanta irresponsabilidade, falta de preparo, deveria ter deixado os bandidos fugirem e prendê-los depois, cadê o direito de fuga dos bandidos, acho que o sindicato dos assaltantes deveria entrar com uma ação contra este promotorzinho, será que ele é mesmo um Promotor de Justiça, acho que ele deve ser PM e ter se intitulado Promotor ou então já foi PM e blá, blá, blá… .

  • Paulo
    15 ago 2011 | Permalink |

    Caros debatedores,
    Tudo bem que o sujeito tem autorização para andar armado. Mas, daí a ele passar a “resolver” as situações com a arma vai um longa distância.
    Ele não é policial.
    O certo, para dar o exemplo, era chamar a polícia e lavrar boletim de ocorrência.

  • Ewerton Monteiro
    15 ago 2011 | Permalink |

    Isenção da porr@#$%¨&*( dessa imprensa Brazuca, é nítido que os bandidos estavam de costas… Ah! se fosse um puliça! Vai puliça atira daquele jeito e mata, vai, vai sacana…

    Oh! Imprensazinha essa viu…

    =[

  • 15 ago 2011 | Permalink |

    KKK!!!O Dr. Cidadão Bandido fugiu em cima do capô do carro, que comédia.
    Mas o promotor é desenrolado hein?
    Deu voz de parada e em seguida de prisão aos bandidos quando eles se viraram atirando…
    Esse é macetiado.
    Mas se fosse um PM, tava preso, condenado e excluído com direito a fogos por parte da imprensa e de alguma pessoas da sociedade.

  • 15 ago 2011 | Permalink |

    Esse dito promotor é um assassino,ele deveria ser indiciado por tentativa de homicídio,pois atirou nos elementos pelas costas.

  • CORINTHIANSDOBRASIL
    15 ago 2011 | Permalink |

    … impresa do brasil a impresa dos vagabundos … promotoria esta falar o k dos caras que tem tudo para ser, fazer do brasil um pais melhor para todos … só que os caras nao estao nem ai para a populaçao … e que se foda o brasil

    promotor só seu salario e mais nada … que se foda o brasil para eles …

    todos promotores que eu vejo trabalhando fazzem sempre o melhor pelo vagabundo do brasil… quem sabe uns deste caras nao é um cara que ele ajudo a soltar ….. hum!!!! sera que nao …. vai saber

    boa solte promotor … a ele nao precisa tem o estado a seu favor …

    … por que ele é, sempre o estado contra a policia…

  • POLICIAL MILITAR
    15 ago 2011 | Permalink |

    Ele deveria ter feito como manda a lei,da voz prisão,mas como é promotor pode matar mesmo pelas costas,e o polcial faça também,que esse mesmo promotor pede a prisão do policial.eles são autoridade,nos não.

  • Victor F. Fonseca
    15 ago 2011 | Permalink |

    O lamentável é o tratamento desigual que todos cremos que seria dado a um PM naquela situação, a começar pela falta de oportunidade de se defender na imprensa. É raríssimo darem voz e vez ao policial que se envolve nesses casos, sendo mais comum a consulta aos superiores que geralmente se limitam ao chavões rotineiros.
    Do ponto de vista friamente legal, que alguns promotores e juízes teimam em seguir de modo alienado, ele errou e deveria ser punido (estavam fugindo, coitados!). Do ponto de vista moral, prático, real, operacional, brasileiro, etc, está correto, só faltou ser mais preciso e atingir fatalmente os dois.

  • Cleidson
    15 ago 2011 | Permalink |

    Ação legal e sem argumentação emocional.

  • Rodrigo Lima
    15 ago 2011 | Permalink |

    Ao caro Ten Danilo Ferreira,

    Um excelente texto que foi postado pelo Senhor. Todos os detalhes citados pelo senhor, por exemplo a legalidade, da reação, implicam em um valoroso debate comparando as atitudes do promotor e a de uma guarnição policial qualquer.

    Os bandidos estavam de costas, e ali naquele momento não apresentavam mais perigo. (Fuga)

    Disparo de arma de fogo em via pública. ( o PM responde por isso ?)

    Dois pesos e duas medidas.

    Bom, muito tambem acontece na mídia, na reportagem quando pms passam por isso. Quando constituido um bom defensor, ele sabe como recorrer e quebrar armadilhas da mídia. Poderia exemplificar o caso do PM que saiu armado do carro para poder passar numa manifestação que ocorria na via publica onde o policial queria trafegar. Todos nós sabemos, que empunhar uma arma, é o procedimento correto ao embarcar a desembarcar de automóveis. Como a mídia mostrou somente essa lance, o do PM entrando no veiculo, todo o resto é do poder da imaginação e especulação alheia.

    Bom mesmo é estudar o direito.

    grande abraço

  • ANTONIO CARLOS
    15 ago 2011 | Permalink |

    Foi na lata, disse bem VICTOR F. FONSECA.
    Creio que não vai dar nada pra esse moço que atirou nas costas dos dois meliantes em fuga, justamente por se tratar de um promotor de justiça. Mas se fosse um policial… coitadinho dele.
    Há tantos casos de excessos e covardia praticados por essas ditas autoridades e no final das contas, acaba tudo em pizza, haja vista o “PORCOrativismo” no judiciário falar mais alto.
    Me lembrei do caso daquele promotor acompanhado de uma também promotora num veículo, e que quando estavam parados num semáforo ( se não me engano, ocorrido em SP) o motorista tão logo avistou um motociclista parar ao lado de seu carro, não titubeou e alvejou o condutor da moto. Na defesa, o promotor criminoso alegou legítima defesa dizendo que o piloto da moto havia anunciado o “assalto”, foi plantada até uma arma no local pelo promotor assassino, entretanto durante as apurações ficou provado que a vítima era não só bom filho, mas também um trabalhador exemplar e honesto, e ele nunca havia se envolvido com algo que o desabonasse, enquanto cidadão de bem.
    Imagino que o que pesou na decisão do magistrado foi o fato de ter de um lado um promotor de justiça e do outro um NEGRO, e de moto.
    Por fim, abafaram o covarde homicídio… coisas do Brasil.

    Saudações milicianas.

  • Centurião
    15 ago 2011 | Permalink |

    kkkkkkkkkkk!

    Deu voz de prisão?tá,e eu acredito em papai-Noel.

  • Nilberto
    16 ago 2011 | Permalink |

    O que diriam os colegas jornalistas do BA TV sobre essa ação desse Promotor? Será que eles julgariam a ação e chamariam o Promotor de despreparado? Creio que não.

  • José
    16 ago 2011 | Permalink |

    Em primeiro lugar, é NULA a oitiva do Promotor de Justiça na delegacia de polícia, pois os membros do Ministério Público apenas podem ser ouvidos pelo Tribunal de Justiça, pois os têm foro especial por prerrogativa de função. Essa oitiva não tem valor jurídico algum. E como o Promotor estudou direito e passou num concurso público difícil, sabe muito bem disso, e está deixando a coisa rolar para depois pedir a nulidade de toda a investigação.

    Um delegado de polícia não pode inquirir um Promotor de Justiça. Um delegado de polícia sequer poderá lavrar um flagrante contra um Promotor de Justiça ou Juiz de Direito, e caso essas autoridades cometam algum crime, o delegado de polícia no máximo poderá fazer a detenção física, mas deve imediatamente enviar o caso à Procuradoria Geral de Justiça e ao Presidente do Tribunal de Justiça.

  • sgt taiveno
    16 ago 2011 | Permalink |

    estou com o promotor e não abro, fogo neles doutor. bandido bom é bandido morto.

  • sgt taiveno
    16 ago 2011 | Permalink |

    estou com o promotor e não abro, fogo neles doutor. bandido bom é bandido morto. valeu doutor.

  • Sandro
    16 ago 2011  SINDELP - Sindicato dos Delegados de Policia Civil do Estado do Pará
    End: Av. Dalva, 539 / Cep 66615-850 - Marambaia | Belém - PA Fone:(91) 3231-6480